Partilhar

'Quero revender roupas': 5 coisas que você precisa saber para começar

 
Por Letícia Lima. 21 agosto 2018
'Quero revender roupas': 5 coisas que você precisa saber para começar

A crise econômica que atingiu o Brasil deixou muitos desempregados e, para driblar essa situação, é preciso investir em empreendedorismo e criatividade. Muitas pessoas - sobretudo mulheres - já perceberam que revender roupas é uma excelente opção para ganhar dinheiro de forma autônoma e assim prover o sustento do lar. Essa é uma ferramenta que pode tanto ser sua fonte de renda como um complemento para auxiliar nas despesas mensais. Ficou curiosa? Veja em umCOMO 5 coisas que você precisa saber para começar a revender roupas.

Também lhe pode interessar: Como começar um negócio com pouco capital

1. Quero comprar roupas direto da fábrica para revender: o que fazer?

Comprar roupas direto da fábrica para revender propicia uma margem de lucro grande. Isso porque você compra as peças ao preço da fábrica e revende a preço de mercado, ou seja, as peças passam a ser muito mais valorizadas. Para comprar roupa direto da fábrica para revender, a melhor ideia é procurar o principal polo têxtil (lugar ou cidade onde se concentram as confecções) da sua região. Veja alguns exemplos:

  • Americana - SP
  • Maringá - PR
  • Caruaru - PE
  • Rio de Janeiro - RJ
  • Friburgo - RJ
  • Cabo Frio - RJ
  • Vila Velha - ES
  • Fortaleza - CE

Para comprar roupas direito da fábrica para revender, você irá precisar de um capital inicial (dinheiro que será investido na compra das primeiras peças). Procure as fábricas de roupas no pólo têxtil mais perto de onde você mora e compre em atacado - essa é uma maneira de obter roupas baratas para revender. Veja nosso artigo sobre qual é a diferença entre atacado e varejo.

Ao revender roupas direto da fábrica, estipule:

  • Quanto você gastou na compra de cada peça;
  • O dinheiro gasto no transporte e na alimentação até a cidade onde você foi adquirir as mercadorias;
  • Sua margem de lucro esperada.

Ao somar esses fatores, você irá descobrir qual será o preço de venda da sua peça.

Dica: caso sua cidade não fique próxima a nenhum centro de indústria têxtil, você pode adquirir peças pela internet, como no site Atacadão da Roupa.

Uma boa opção é adquirir roupas íntimas para revender direto da fábrica. Você pode convidar suas amigas para uma reunião em sua casa e mostrar a elas as peças, por exemplo. Muitas empresas obtém sucesso nas vendas usando essa estratégia!

2. Quero revender roupas em consignação: o que fazer?

Revender roupas em consignação significa que você irá pegar as roupas do fornecedor, vendê-las e repassar para ele parte dos lucros. Como forma de garantir que vai receber o dinheiro, grande parte dos fornecedores exige que o consignante tenha nome limpo na praça e endereço fixo. Antes de prosseguir, veja como saber se seu nome está no SPC e Serara grátis.

Para revender roupas em consignação, você deve entrar em contato com as marcas da sua região (sempre fique de olho nos polos têxteis e nas ruas que são famosas pelo comércio de peças de vestuário) e fazer uma proposta. Se eles estiverem de acordo, você deverá receber uma determinada quantidade de roupas para revender.

Uma boa opção para quem mora em São Paulo e busca roupas consignadas para sacoleira é o Brás, tradicional bairro da capital. Há muitas lojas que oferecem roupas em consignação no Brás.

'Quero revender roupas': 5 coisas que você precisa saber para começar - 2. Quero revender roupas em consignação: o que fazer?

3. Quero revender roupas por catálogo: como fazer?

Para revender roupas por catálogo, você deve procurar uma marca e passar pelo processo de seleção de revendedoras. Geralmente se solicita algum investimento inicial, como a compra de alguns produtos da marca, etc. São muitas as opções de empresas que fornecem roupas por catálogo - aqui elencamos algumas das principais opções da internet, para que você não tenha que sair de casa. Confira:

  • Golfran: a Golfran é uma empresa com catálogo amplo, que vai de roupas de bebês a semijoiais. Para se tornar uma revendedora, basta preencher o formulário do site e aguardar contato.
  • Marcyn: a Marcyn é uma boa escolha para aquelas que desejam revender moda íntima, pijamas e moda praia. Preencha o cadastro do site e aguarde.
  • Luzon: a Luzon se consolida como uma boa pedida para aquelas que desejam revender semijoias, pois conta com bijuterias folheadas a outro, prata e com banho de ródio negro. Apesar de não se tratar de revenda de roupas, também é uma fonte de renda interessante.

Dica: para complementar a renda, veja também como vender brigadeiro.

4. Técnicas para vender

Hoje em dia existe uma concorrência muito grande no mercado, assim como uma grande variedade de produtos. Por isso mesmo pode parecer difícil vender um novo produto, mas esta mentalidade seria negativa para conseguir um objetivo; a chave do sucesso está em oferecer boa qualidade e algo que diferencie seu produto do resto. Temos que inovar e torná-lo atraente para que as pessoas queiram comprá-lo, mas além disso existem outras sugestões. Explicamos agora como vender um novo produto com sucesso:

Prepare o produto

O produto que queremos colocar à venda deve estar em perfeitas condições, ou seja, tem que estar limpo, possuir as etiquetas e as autorizações adequadas para sua venda. O preço do produto assim como sua data de validade devem estar bem especificados.

Atitude confiante

Nossa atitude de venda deve ser positiva e devemos nos comportar com segurança e ser gentis com o cliente; só assim conseguiremos vender nosso produto: mostrando uma grande confiança nele.

Conheça e confie no produto à venda

Para poder vender um produto devemos conhecê-lo muito bem para poder dar a melhor explicação aos nossos clientes e convencê-los de que é o que estão procurando.

Imagem de um vendedor

Nossa imagem é muito importante, temos que ir sempre bem vestidos. Ter uma boa presença, limpa, com roupas sem manchas e bem passadas, além de possuir uma postura corporal correta.

Apresentação

É necessário manter uma atitude de respeito com nosso comprador, assim como com as pessoas que o acompanham. Nossa apresentação deve ser correta, ou seja, devemos recebê-los e nos despedir com um aperto de mãos firme, independente do resultado da venda, pois talvez hoje o cliente não tenha adquirido o produto mas como foi tratado muito bem, saberá sempre que pode voltar a esse lugar e será bem atendido.

5. Como vender mais e melhor no varejo

Agora que você já tem as roupas para revender e conheça algumas das técnicas de vendas, é hora de pensar em como você vai fazer isso. Separamos algumas sugestões de ideias para revender roupas:

Vendas de garagem

Após fazer um inventário de tudo o que você tem para vender, você pode optar por uma venda de garagem. Neste tipo de negócio, muito utilizado na America do Norte, leve tudo para a entrada da sua garagem ou da casa, chame os vizinhos e amigos e realize um convívio ao mesmo tempo que se desfaz das coisas que já não quer.

É uma ótima maneira de conhecer as pessoas que moram à sua volta e efetuar boas vendas. Você pode até propor uma venda coletiva e juntar várias pessoas para este dia divertido. Assim junta duas coisas boas, faz dinheiro extra e passa um bom dia na companhia da sua comunidade.

Este tipo de venda ajusta-se melhor caso tenha um espaço grande para poder expor os seus artigos. Não sendo esse o caso, pode sempre fazer a venda mesmo dentro de casa, convidando as pessoas a entrar.

Lojas de revenda

Se, por outro lado, você não tem tempo para organizar tais eventos e necessita de dinheiro rapidamente, pode apostar numa loja/armazém de revenda. Estes locais compram-lhe os artigos diretamente e depois fazem a revenda, sem ter que esperar para receber o seu dinheiro.

Apenas uma nota de atenção nestes locais. Como a loja vai revender as suas coisas, vão tentar comprar pelo valor mais barato possível, portanto tente ter noção do valor das coisas que leva, para conseguir negociar bem os preços.

Procure na sua cidade porque de certo que tem lojas como estas perto de si.

Sites para vender produtos

Se você prefere não sair de casa para vender, pode sempre optar por sites na web como eBay, Alibaba, Amazon, Mercado Livre ou OLX. Aqui você pode expor as coisas de uma maneira fácil e organizada, sem ter muito trabalho.

O que deve ter em atenção é que alguns destes sites requerem normalmente que se cadastre e/ou pague para poder publicar os seus artigos no site. Caso queira um gratuito pode optar pelo OLX, onde pode publicar as suas coisas sem ter de pagar.

Após conseguir uma venda terá de a enviar para o comprador por correio ou usar um outro serviço de entregas.

Você terá de ter em atenção aos modos de pagamento que quer aceitar. Pode vender as suas coisas e aceitar pagamentos à cobrança, PayPal e cartões de debito/credito. É frequente o site cobrar uma percentagem do valor da venda.

Revender roupa pelas redes sociais

Outra maneira de não sair de casa e vender as roupas passa pela utilização das redes sociais. Hoje em dia estamos todos ligados pelas redes sociais, sendo assim é simples falar diretamente com os seus "amigos" para ficar a saber se tem alguém interessado nas coisas que quer vender.

Existem também muitos grupos nessas redes especialmente direcionados para a venda/compra de coisas que já não usa. Use e abuse destes, são gratuitos e simples de usar, basta fotografar os artigos, postar com os preços e esperar pelos interessados.

Se você não é fã das redes sociais pode sempre criar um blogue/site onde expõe todos os seus artigos com fotografias e descrições dos artigos, ficando assim com o seu próprio sitio para vender as suas coisas. Exitem já muitos sites na web onde pode, de forma fácil e gratuita, criar o seu site. Estes têm formulários pré feitos onde é só preencher com os artigos.

Divirta-se a criando o seu site e crie novas oportunidades de negócio apenas com um click do seu mouse.

Se pretende ler mais artigos parecidos a 'Quero revender roupas': 5 coisas que você precisa saber para começar, recomendamos que entre na nossa categoria de Economia e Negócios.

Escrever comentário sobre 'Quero revender roupas': 5 coisas que você precisa saber para começar

O que lhe pareceu o artigo?

'Quero revender roupas': 5 coisas que você precisa saber para começar
1 de 2
'Quero revender roupas': 5 coisas que você precisa saber para começar

Voltar ao topo da página