Partilhar

Como descobrir se um cheque é falso

Por Samuel Ferraro. Atualizado: 22 fevereiro 2019
Como descobrir se um cheque é falso

Um cheque é uma das formas de pagamento que mais sofrem com as fraudes, e por isso, está cada vez mais difícil fazer negócio com essa forma. Um cheque deveria dar total segurança a quem recebe, já que tem o nome de um banco verdadeiro e dá o aval de que o cliente tem conta em uma movimentação financeira. Mas, infelizmente, as fraudes são cada vez mais constantes. Porém, verificar se um cheque é de fato legítimo é um processo bem simples, que dá leveza de consciência evita a perda da propriedade.

Para evitar esse constrangimento e dor de cabeça, é bom tomar algumas precauções e cuidados. Continue lendo este artigo de umComo.com.br e saiba como descobrir se um cheque é falso.

Também lhe pode interessar: Como preencher um cheque
Passos a seguir:
1

O primeiro cuidado é em relação a estrutura do cheque. Tente raspar com a unha ou qualquer objeto rígido a parte escrita em preto no cheque. Se sair, mesmo um pouco de tinta, é um grande sinal de uma possível fraude. Nunca aceite cheques rasurados, borrados ou com qualquer mancha.

Saiba de onde veio o cheque e o histórico bancário do cliente. Caso a origem de ambos seja desconhecida, o sinal de alerta deve ser acionado e a atenção redobrada sobre a transação.

2

Confira sempre os dados pessoais, assim como assinatura, pedindo o RG e o cartão do banco do cliente que te deu o cheque. Se atente, também a numeração do cheque que você poderá encontrar na parte superior do cheque, no lado direito. Veja e confira se o código bate com a linha MIRC, que é uma linha de números localizada na parte inferior do cheque.

Se você não estiver seguro, entre em contato com o banco origem do cheque e solicite os dados para averiguação. Para facilitar e dar mais base ao processo, passe para a agência bancária os dados do MIRC. Com isso em mãos, o banco poderá ser mais preciso na autenticidade do cheque.

3

Posicione o cheque contra a luz para verificar se houve colagem e sobreposição de algum item do cheque. Repare na linha lateral de segurança, se for interrompida ou com descontinuidade é um sinal de colagem.

Verifique contra a luz a existência do "registro coincidente", que é uma imagem impressa em ambas as faces do cheque e que sobrepõe perfeitamente olhando contra luz.

4

Dedique uma atenção especial aos pequenos detalhes e repare na impressão. Em cheques falsificados, raramente se reproduzem fielmente as linhas da impressão original.

Passe a ponta dos dedos pelas laterais do cheque. A maioria dos cheques tem as laterais polidas, senso assim, fácil de identificar algo errado.

Depois dessas verificações, solicite mais informações para saber se o cheque foi, de fato, emitido pelo banco. Para realizar mais verificações, você poderá usar o número do cheque, a data de emissão e o valor.

5

Acesse http://www.fededirectory.frb.org/search.cfm e escreva o número do cheque na barra de pesquisa e em seguida clique em "Search." Aparecerá a informação de qual instituição financeira está relacionada com esse número, juntamente com a cidade onde se localiza essa instituição. Se as informações não baterem, ele pode ser falso.

6

Por fim e para evitar qualquer aborrecimento, espere até que o banco confirme o pagamento do cheque. Para isso, espere pelo menos de 7 a 10 dias. Devemos evitar este tipo de situações uma vez que podem sujar nosso nome e ser punidas por lei.

Leia também: Como encontrar pessoas desaparecidas pelo cartório eleitoral

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como descobrir se um cheque é falso, recomendamos que entre na nossa categoria de Finanças Pessoais.

Escrever comentário sobre Como descobrir se um cheque é falso

O que lhe pareceu o artigo?

Como descobrir se um cheque é falso
Como descobrir se um cheque é falso

Voltar ao topo da página