menu
Partilhar

Como colocar no currículo experiência autônoma

 
Por Yasmin Fonseca. Atualizado: 11 janeiro 2021
Como colocar no currículo experiência autônoma

O trabalho informal é responsável pela renda de grande parte do brasileiros, sendo a ocupação de 38 milhões de pessoas no país no início de 2020.[1]Apesar de não existir vínculos empregatícios, como é o caso de empregos nos quais há assinatura de Carteira de Trabalho, a experiência autônoma deve ser valorizada e pode ser colocada em currículos. Aliás, experiências profissionais do tipo podem até mesmo ajudar o trabalhador a acabar encontrando um emprego fixo. Ainda que esse tipo de trabalho seja válido, deve ser inserido em currículos de forma distinta dos formais, o que pode causar dúvidas sobre como colocá-los em meio às nossas outras experiências.

Se você trabalha ou trabalhou em meio informal e quer saber como colocar no currículo experiência autônoma, leia esse artigo do umCOMO.

O que é trabalho autônomo?

Com a globalização e a constante evolução das configurações socioeconômicas, é natural que novas formas de trabalho acabem por surgir. Nesse contexto, e com a diminuição da oferta de emprego, o trabalho informal ganhou forças.[2]

O trabalho autônomo é aquele que acontece sem vínculo com um empregador, ou seja, é o que realizamos por conta própria, sendo desprovido de direitos trabalhistas como a cobertura por auxílios, direito a férias etc. Em razão da alta taxa de desemprego, é natural que ouçamos cada vez mais falar sobre essa categoria de trabalho, ainda que existam pessoas que optem por vontade própria por trabalhar de forma autônoma.

Inserir trabalho autônomo no currículo

Por muitos se inserirem no meio do trabalho autônomo por necessidade, é comum que essa parte da população siga em busca de um emprego fixo, principalmente em razão da estabilidade e segurança que pode proporcionar ao trabalhador. Em contextos do tipo, a inserção desse formato de ocupação no currículo é válida para que não demos a entender a possíveis empregadores que passamos anos a fio sem trabalhar, o que não é verdade, porque o trabalho autônomo é um trabalho como qualquer outro.

Além disso, essas experiências autônomas podem ser bastante válidas principalmente se nos ensinaram ou nos ajudaram a aprimorar alguma habilidade necessária para a execução de um novo cargo. Por exemplo, se você passou um tempo trabalhando de forma autônoma fazendo doces, a experiência pode ser um ponto positivo se você for se candidatar a uma vaga em um buffet.

Como colocar no currículo o trabalho autônomo

Muitas pessoas se perguntam como colocar no currículo que trabalhei por conta própria, afinal, o mais comum é que coloquemos nossos vínculos empregatícios formais em empresas quando vamos montar nosso portfólio de experiências profissionais. Como você já viu, é bastante possível informar nesse documento que você trabalhou de forma autônoma, o que pode ser vantajoso por diversos motivos.

Ao adicionarmos um trabalho autônomo em nosso currículo, devemos focar em descrever brevemente nossas funções, deixando claro quais são as atividades que somos capaz de exercer e valorizando, assim, nossas capacidades acima de tudo. A única diferença entre esse tipo de trabalho e o formal em um currículo será que você não adicionará o nome da empresa em que trabalhou, já que foi uma atividade exercida de forma autônoma, sendo possível informar explicitamente o caráter informal da função ou não.

Importante: apesar de ser válido colocar todas as experiências profissionais que já tivemos em nossos currículos, também devemos refletir sobre cada uma (o que inclui as experiências formais) para concluir se vale ou não a pena adicionarmos essa informação ao currículo. Dependendo da vaga à qual você for se candidatar, existem dados que podem ser omitidos, como, por exemplo, um curso que não tem nada a ver com a área da vaga pretendida.

Outra parte importante de um currículo são os seus objetivos, a empresa precisa saber o que você almeja profissionalmente. Se tiver dificuldade para criá-los veja 8 exemplos de objetivos para colocar no currículo.

Dicas para fazer um currículo

Agora que você já sabe como colocar no currículo que trabalhou como autônomo, que tal aprender algumas dicas valiosas para aprimorar seu documento? Veja abaixo algumas ideias que poderão dar destaque ao seu currículo e aumentar suas chances de conseguir a vaga que tanto sonha.

  • Seja imparcial: evite utilizar adjetivos relativos como "ótimo" e "eficiente", pois caberá ao entrevistador avaliar suas habilidades e concluir se você é adequado para o trabalho. Em vez de adjetivos, coloque fatos que comprovem sua capacidade, como conquistas concretas que atingiu em sua vida profissional e que possam ser úteis para a função.
  • Insira todas as suas formações que possam ser úteis: além de experiências profissionais, é também necessário inserir suas formações como cursos que fez e que estejam relacionados ao cargo. Caso você tenha uma grande quantidade de informações em seu currículo e o documento esteja ficando maior do que 1 página, é válido excluir formações que não tenham nenhum vínculo com a área desejada, pois ocupam espaço desnecessariamente.
  • Coloque suas experiências em ordem cronológica, mas ao contrário: o cargo mais importante que você já ocupou é sempre o mais recente, enquanto isso, seus primeiros empregos terão pouca relevância na hora de ser avaliado para um novo posto. Por isso, inverta a ordem cronológica sem esquecer de informar a época de início de fim de cada emprego.
  • Confira a gramática do currículo: caso o português não seja seu maior forte, não hesite em procurar a resposta para suas dúvidas, afinal, um currículo mal escrito poderá te prejudicar.
  • Não coloque foto: exceto em profissões nas quais sua aparência importa, como num casting para modelo ou ator, evite colocar uma foto sua ou informações ligada à sua aparência física.

Ao fim da redação de seu currículo, é sempre bom conferir informação por informação para saber se está tudo certo, dando atenção extra para seus dados como telefone e e-mail para que a empresa possa te contatar com facilidade.

Se você nunca fez um currículo antes e precisa de mais dicas, veja também como fazer o meu primeiro currículo.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como colocar no currículo experiência autônoma, recomendamos que entre na nossa categoria de Trabalho.

Referências
  1. VILLAS BÔAS, B. IBGE: País tinha 38,08 milhões na informalidade até fevereiro, mostra IBGE. Valo Econômico, Rio de Janeiro, 31 mar. 2020. Disponível em: https://valor.globo.com/brasil/noticia/2020/03/31/ibge-pais-tinha-3808-milhoes-na-informalidade-ate-fevereiro.ghtml. Acesso em: 02 jan. 2021.
  2. MENEZES, W. F. CRUZ, J. V. B. O trabalho autônomo na estrutura de ocupação da região metropolitana de Salvador. In: CICLO DE DEBATES EM ECONOMIA INDUSTRIAL, TRABALHO E TECNOLOGIA, 5., 2007, São Paulo. Anais [...]. São Paulo: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, 2007. Disponível em: https://www.pucsp.br/sites/default/files/download/eitt/v_ciclo2007_wilsonmenezestrabautonomo.pdf. Acesso em: 2 jan. 2021.

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?

Como colocar no currículo experiência autônoma
Como colocar no currículo experiência autônoma

Voltar ao topo da página