Partilhar

Como ser comissária de bordo - Requisitos e procedimentos

 
Por Julia Latorre. Atualizado: 17 agosto 2017
Como ser comissária de bordo - Requisitos e procedimentos

Ser aeromoça ou comissária de bordo é um sonho para muita gente. A profissão nas alturas é vista como o plano ideal para quem quer conciliar um trabalho com a paixão por viajar. Entretanto, como toda carreira tem especificidades, a de comissária de bordo também tem seus requisitos, chegar lá exige alguns conhecimentos e uma preparação especial. Se você tem essa vontade, o umCOMO reuniu aqui tudo o que você precisa saber sobre como ser comissária de bordo.

Também lhe pode interessar: Como trabalhar na Ambev

Requisitos para ser comissária de bordo

Os requisitos para ser comissário de voo no Brasil são determinados pela Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) e são os seguintes:

Ser maior de idade

Para ser comissário de bordo é preciso ter mais que 18 anos. No entanto, você pode começar o curso de comissário antes de completar os 18.

Muita gente se pergunta qual é a idade máxima para ser comissária de bordo, não existe lei que estabeleça a idade máxima. Apenas a mínima.

2º grau completo

O ensino médio completo completo é obrigatório para qualquer pessoa que deseja ser comissário de bordo.

Aprovação em um curso homologado pela ANAC

O curso de comissário de bordo vai além da necessidade do aprendizado e da prova da ANAC, mas também precisa ser reconhecido pela Anac para que tenha uma validade nos requisitos. Para ser aprovado no curso é preciso:

  • Média mínima: 7
  • 75% de presença
  • Se você não for aprovado em todas as matérias, poderá refazer apenas a matéria que reprovou, mediante pagamento.

Aprovação no exame da ANAC

Após a aprovação no curso, é preciso fazer uma prova que cobra todos os conhecimentos aprendidos no curso. Esse exame é dividido em 4 módulos, de maneira que se o candidato não passa em todos, pode repeti-los sem ter de fazer novamente os que já foi aprovado (a não ser que o candidato seja reprovado em mais de 2 módulos). É preciso ter pelos menos 70% de questões acertadas em cada módulo para ser aprovado.

Certificado de Capacidade Física (CCF) válido

Toda pessoa que deseja ser comissário de bordo deve se submeter a uma bateria de exames médicos pelo hospital da Aeronáutica que determinarão se você está fisicamente apta a voar. Também conhecido como CMA (Certificado Médico Aeronáutico), esse documento tem uma validade de 5 anos e deve ser renovado. Uma dica para quem tem medo de não passar no exame físico é fazer um check up médico antes.

Altura mínima

De acordo com a CEAB Escola de Aviação[1], para ser uma comissária de bordo é preciso ter pelo menos 1,58 m de altura e 1,68 m para os homens. Segundo a CEAB, a justificativa não é estética, e sim por questões de locomoção na aeronave a agilidade para tarefas como alcançar guarda-volumes e compartimentos localizados em partes mais altas.

Competências importantes que não são obrigatórias

Algumas habilidades e aptidões não são requeridas por lei, mas precisam ser levadas em conta por quem deseja ser comissária de bordo:

Inglês e outros idiomas

Saber falar uma língua estrangeira não é obrigatório pela Anac, mas é bem possível que seja uma condição das companhias aéreas, como tantas empresas já fazem. Recomenda-se que o candidato a uma vaga de comissário de bordo tenha, pelo menos, um nível básico de inglês. Outros idiomas também são mais do que bem vindos e podem ser determinantes em relação aos trechos que você trabalhará.

Sugestão: Como aprender a falar inglês em casa

Morar em uma cidade com aeroporto

Se o seu sonho é ser aeromoça mas a sua cidade não tem aeroporto, é bem possível que você tenha que mudar de cidade para alcançar esse objetivo. Por mais que seu trabalho seja viajando, os comissários têm uma cidade base, que é de onde seus voos sempre partirão.

Gostar de trabalhar com pessoas

Pode parecer óbvio, mas muita gente foca na profissão do comissário de bordo pensando apenas nas viagens. É importante se lembrar que um comissário é aquele profissional que zela pela segurança do voo e bem estar dos passageiros. Todos os dias será preciso lidar com todos os tipos de pessoas e seus problemas, esteja você bem humorada ou não.

Flexibilidade de horários

O profissional da aviação que realiza voos constantemente deve estar consciente das diferenças de tempo e prováveis necessidades de dormir em horários não convencionais que esse trabalho pode requisitar. Será preciso aprender a se planejar muito bem com horários, dormir em horas alternativas e readaptar o relógio biológico.

Passo a passo de como ser comissária de bordo

Se você deseja ser uma comissária de bordo mas não sabe por onde começar, este passo a passo do processo pode te ajudar:

  1. Procurar um curso de comissário de bordo reconhecido pela ANAC: você pode fazer essa busca pela internet, o mais importante é que ele seja homologado. Caso contrário, não tem validade;
  2. Curso de comissário de bordo: pode ter duração de 2 meses até 1 ano. O número mínimo de horas/aula é de 159 horas;
  3. Exame da Anac que comprovará que você absorveu todo o aprendizado do curso;
  4. Certificado de Capacidade Física;
  5. Se você for aprovada em todos os requisitos, finalmente chega o momentos de enviar o seu currículo para as companhias aéreas;
  6. Uma vez selecionada, você passará por treinamentos da própria companhia para conhecer melhor a aeronave em que você trabalhará e rever os conhecimentos vistos no curso de comissário;
  7. Depois, você está pronto para começar a trabalhar!
Como ser comissária de bordo - Requisitos e procedimentos - Passo a passo de como ser comissária de bordo

Como ser aeromoça internacional

A principal diferença nos requisitos para ser uma comissária de bordo internacional é o domínio de um idioma estrangeiro. Além do inglês, o profissional que visa trabalhar em determinadas companhias internacionais deve se informar na própria companhia sobre os idiomas que são requisitados.

Os requisitos e o procedimento são os mesmos, o que muda é que o candidato deve escolher empresas que realizam voos internacionais para enviar o CV. No processo de seleção ou integração da empresa você saberá em detalhes qual é a burocracia necessária para determinado destino. De qualquer forma, esteja com o passaporte em dia. E boa viagem!

Qual é a diferença entre aeromoça ou comissária de bordo?

Não existe diferença. Entretanto, soa mais elegante chamar de comissária de bordo, já que se trata de um termo que pode ser traduzido para outros idiomas.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como ser comissária de bordo - Requisitos e procedimentos, recomendamos que entre na nossa categoria de Trabalho.

Referências
  1. https://ceabbrasil.com.br/blog/9-requisitos-para-ser-um-comissario-de-bordo/
Bibliografia
  • http://www.anac.gov.br/assuntos/setor-regulado/profissionais-da-aviacao-civil/profissionais/comissario-de-voo

Escrever comentário sobre Como ser comissária de bordo - Requisitos e procedimentos

O que lhe pareceu o artigo?

Como ser comissária de bordo - Requisitos e procedimentos
1 de 2
Como ser comissária de bordo - Requisitos e procedimentos

Voltar ao topo da página