menu
Partilhar

Consequências do consumismo

Por Redação umCOMO. Atualizado: 16 janeiro 2017
Consequências do consumismo

Com certeza que já ouviu a frase "quanto mais consumo mais feliz me sinto"; esta frase exemplifica perfeitamente o consumismo. Neste artigo vamos explicar para você as consequências do consumismo, que produz efeitos secundários e impacto tanto pessoal como social. O consumismo é um termo que se utiliza para descrever os efeitos de igualar a felicidade pessoal à compra de bens e serviços ou ao consumo em geral, um excesso de consumo que impacta seriamente nos recursos naturais e no equilíbrio ecológico. De seguida algumas destas consequências e impactos negativos.

Também lhe pode interessar: Quais são os conceitos básicos do marketing
Passos a seguir:
1

Uma das consequências do consumismo a nível global é: O dano sobre o equilíbrio ecológico em sua totalidade já que atualmente existem muitos problemas relacionados com o consumo excessivo de recursos naturais que se faz a nível mundial, assim como os processos de produção em sua grande maioria geram poluição.

2

O impacto a nível pessoal é que, entre outras coisas, as pessoas consumistas sentem-se infelizes quando não podem comprar o objeto ou a experiência desejada. Mas quando o conseguem sentem-se igualmente insatisfeitas e infelizes. Em suma, o consumo não é um modo adequado nem inteligente de obter a felicidade.

3

Algumas patologias são próprias das pessoas consumistas como a obesidade ou a depressão, que nos fazem acreditar mais facilmente na publicidade enganosa, achando que com isto podemos resolver nossos problemas, consumindo indiscriminadamente alimentos, bebidas, artigos milagrosos ou outro tipo de produtos.

4

O consumismo também tem importantes consequências a nível social, frequentemente contribui-se para a má distribuição da riqueza, já que os consumidores são em geral de um nível socioeconômico inferior ao dos donos das empresas geradoras dos produtos objetos do consumismo.

5

Por tudo isto, podemos afirmar que o consumismo é injusto, não solidário e desumanizador. É injusto e não solidário tanto em relação à maioria da humanidade, que não tem acesso a bens e serviços essenciais, quanto em relação às gerações futuras, que se encontrarão com uma natureza esgotada e contaminada pelas ânsias consumistas de seus predecessores.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Consequências do consumismo, recomendamos que entre na nossa categoria de Economia e Negócios.

Conselhos
  • O efeito mais imediato do consumismo repercute de uma forma direta na economia doméstica, mas não é o único prejuízo que atravessa a sociedade, que cai para o abismo da despesa industrial e energética.

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?

Consequências do consumismo
Consequências do consumismo

Voltar ao topo da página