Como saber se estou no SPC

Como saber se estou no SPC
Imagem: acim.com.br

Quando o nome do consumidor fica “sujo na praça” é porque está com uma dívida em algum estabelecimento comercial. Para sair dessa situação é preciso pagar a pendência. Mas como saber se estou no SPC? O umComo.com.br vai falar sobre isso.

Como funciona consulta no SPC

Em geral, as pessoas descobrem que estão no SPC quando realizam uma compra no crédito e não vão pagar em dinheiro. Nesses casos, o estabelecimento costuma consultar o SPC ou outro serviço semelhante para se certificar que o cliente irá assumir a dúvida sem atrasos.

No entanto, quando a consulta é feita e constata-se que o seu nome está sujo, ou seja, no SPC o crédito é negado pela loja. Porém, se o consumidor quer se prevenir consultando o SPC – Serviço de Proteção ao Crédito é preciso se encaminhar pessoalmente até ao posto de atendimento mais próximo.

O SPC funciona em todo o Brasil e para encontrar o endereço mais próximo basta pesquisar no seu site oficial. No entanto, a entidade não conta com postos de atendimento em todas as cidades, apenas nos maiores centros urbanos.

Em algumas cidades, a consulta pode se feita por meio da CDL – Câmaras de Dirigentes Lojistas. Para tanto, é preciso contatar a entidade e certificar-se que ela oferece o serviço de consulta do CPF para você saber se está no SPC. Além disso, quando se trata de uma empresa, ao invés do CPF a consulta deve ser feita por meio do CNPJ.

Imagem: portalsuldabahia.com.br

Consultando o SPC

Quando o consumidor é atendimento em algumas das entidades que oferece o serviço de consulta ao CPF, é emitida uma lista, semelhante a um extrato. Nele, estão os dados referentes ao CPF ou CNPJ.

Para tanto, é preciso apresentar o número do CPF, pois é por meio desse documento que se verificam as possíveis pendências. Na lista, aparece a relação das dívidas, pendências e inadimplências associadas ao documento. São apontadas ainda as empresas credoras, os valores e a data da dívida. Caso a pessoa queira quitar as dívidas, basta solicitar o telefone da empresa credora. O mesmo serve se a intenção é negociar ou pedir esclarecimento no caso de haver um engano.

É por isso que é importante fazer um boletim de ocorrência na Delegacia de Polícia mais próxima quando seus documentos são roubados. O mesmo é indicado quando houver evidências de que outra pessoa está usando o seu CPF de má fé. Para agilizar, o registro na polícia pode ser feito pela internet também, nas delegacias virtuais de cada estado. Já quando não existem pendências, o resultado da consulta ao SPC vai mostrar NADA CONSTA.

Vale lembrar que não é possível fazer uma consulta de forma gratuita pela Internet. Quando as empresas consultam o CPF do seu cliente no SPC sempre pagam por isso. A entidade não envia e-mails oferecendo o serviço. Caso você receba algo assim possivelmente trata-se de um e-mail mal intencionado, sendo aconselhável excluí-lo. Existem sites com parceria com o SPC que oferecem o serviço de consulta, mas a consulta é cobrada.

Outra dica é falar com o seu banco, pois alguns deles fornecem essas informações aos seus clientes.

Dica: Saiba mais consultando o artigo como saber se o meu nome está sujo no SPC e Serasa grátis.

Imagem: diariodolitoral.com.br

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como saber se estou no SPC, recomendamos que entre na nossa categoria de Finan├žas Pessoais.