Partilhar

Como estudar e trabalhar ao mesmo tempo

Por Sara Viega. Atualizado: 16 janeiro 2017
Como estudar e trabalhar ao mesmo tempo

Dividir a vida acadêmica com a profissional é uma experiência gratificante, que ensinará você a ser mais produtivo e a gerenciar melhor seu tempo. Se você for jovem, as empresas valorizarão sua maturidade. Contar com uma experiência trabalhista prévia e demonstrar disciplina suficiente para não descuidar seus estudos são dois pontos a seu favor. Se já for um profissional com experiência, um novo diploma abrirá as portas para você. O fato de conseguir se formar trabalhando é um cartão de visita imelhorável, que fala da sua motivação por si só, da sua capacidade de compromisso e da sua vontade de estar sempre em dia. Mas até chegar esse momento, terá que "pagar com seu suor", trabalhar e estudar ao mesmo tempo não é exatamente um caminho de rosas. Mas em umComo.com.br, propomos a vocês alguns conselhos para estudar e trabalhar ao mesmo tempo com sucesso.

Passos a seguir:
1

Não corra: esta é uma corrida de resistência.Se você se esgotar, sua saúde pagará caro. Você deve dosificar suas forças, escolher suas batalhas e aprender a priorizar ao invés de tentar chegar a tudo.

2

Escolha bem o lugar. Se seu curso for presencial, deve estar perto da sua casa ou do seu local de trabalho e oferecer horários razoáveis. Pesquise quando são dadas as aulas e quais são suas opções. Existem faculdades que permitem escolher entre horários de manhã e noite; outros dão as aulas em horário partido, uma opção que pode lhe complicar as coisas. O Processo de Bolonha das faculdades europeias, por exemplo, implica menos horas letivas porém maior controle de assistência.Se as aulas forem on-line, certifique-se de que o campus virtual, o método, o corpo docente, etc. possuem a qualidade suficiente. Não basta apenas oferecer bons conteúdos para baixar no computador: devem lhe marcar metas, fazer avaliações periódicas e potenciar a relação entre colegas através da rede.

3

Selecione um trabalho adequado. Nem sempre podemos escolher quem nos contrata, mas é importante ter claras as suas prioridades na hora de procurar emprego. O ideal é que o horário seja parcial e compatível com a assistência às aulas.

4

Defina metas realistas. É tão mau não se exigir resultados como exigir impossíveis. É melhor assumir poucos compromissos, mas somente os que possa cumprir. Matricule-se em menos matérias, adie por um tempo esse projeto que não tem pressa, mantenha uma produtividade razoável sem pretender ser um super-herói. No ano em que estiver fazendo um mestrado, não é o ideal para aspirar a uma promoção ou ganhar uma corrida. No ano que vem você pode tentar.

5

Aposte pela via lenta. As faculdades estão obrigadas por lei a facilitar, na medida do possível, a conciliação dos estudos com a atividade trabalhista. Algumas criaram "vias lentas", programas de estudo alternativos para pessoas que devem estudar e trabalhar ao mesmo tempo. O nível de exigência é o mesmo, mas são feitas menos matérias por ano.

6

Atenção com a flexibilidade. Se seu trabalho, sua faculdade ou os dois lhe oferecem horários flexíveis, parabéns! Você é um sortudo. Mas não confunda flexibilidade com falta de disciplina. Marque para si mesmo alguns horários diários ou semanais bem precisos, mesmo sendo horários estranhos para os outros. Se um imprevisto obrigar você a faltar, coloque isso em outro lugarzinho da agenda. Deve se certificar de que, no fim do mês, sua dedicação foi a adequada.

7

Coma direito. Sobreviver à base de pizza, hambúrguer, comida chinesa e pré-cozinhada gordurenta é uma tentação que você não pode se permitir. Ao contrário do que parece, a comida hipercalórica não dá mais energia a longo prazo, pelo contrário. Você precisa de vitaminas, fibras e gorduras saudáveis para resolver os desafios diários que lhe esperam.

8

Não abuse do café... nem das drogas, é claro. Os excitantes são uma péssima aposta: talvez mantenham você acordado a noite antes de uma prova ou ajudem você a entregar um relatório atrasado... mas não se esqueça do conselho número 1: esta é uma corrida de resistência. A cafeína é só é um "remendo", que a longo prazo duplicará seu estresse, sem melhorar seu rendimento global.

9

Descanse. Não caia na tentação de diminuir as horas de sono. Vai precisar de mais energia do que nunca. O ideal é dormir oito horas. Se isso for impossível, certifique-se de dormir no mínimo seis e evite passar noites acordado para entregar trabalhos. Tudo o que achar que ganhou em produtividade nessa noite, você perderá nos dois dias seguintes.

10

Aproveite. Seu tempo de lazer vai ser reduzido, é inevitável. Mas todo ser humano precisa de um momento de distração. Reserve para você algumas horas por semana, inclusive tendo trabalho atrasado. Se não fizer isso, seu rendimento cairá mais ainda e sua saúde mental correrá perigo. Mas isso sim, mesmo que pareça estrito, convém planificar seu tempo livre: quanto você se concede, e quando. Vai que você sai para tomar uma cervejinha, se enrola e acaba dormindo como uma pedra nas suas horas de estudo ou de trabalho...

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como estudar e trabalhar ao mesmo tempo, recomendamos que entre na nossa categoria de Economia e Negócios.

Escrever comentário sobre Como estudar e trabalhar ao mesmo tempo

O que lhe pareceu o artigo?

Como estudar e trabalhar ao mesmo tempo
Como estudar e trabalhar ao mesmo tempo

Voltar ao topo da página