Partilhar

Como começar um negócio com pouco capital

Por Sara Viega. Atualizado: 9 julho 2019
Como começar um negócio com pouco capital
Imagem: mdigroup.com

Como começar um negócio com pouco capital? Essa é a pergunta que muitas pessoas sem trabalho ou insatisfeitas com seu emprego atual se fazem. Ter um negócio próprio possui muitas vantagens, incluindo principalmente que você passa a ser seu próprio chefe, mas às vezes deixamos para trás pensando que precisamos de um investimento econômico excessivo. No entanto, nem sempre é assim, e em umComo.com.br damos a você alguns conselhos sobre como começar um negócio com pouco capital.

Passos a seguir:
1

Montar o escritório em casa. Pense se você realmente precisa ter um local próprio no centro da cidade para atender seus clientes ou para realizar as tarefas administrativas. Se não for um estabelecimento comercial, o mais provável é que no começo você possa usar a sua própria casa como sede do negócio, reservando como escritório ou sala de reuniões algum dos cômodos.

2

Comece com uma loja on-line. Se você pensa se dedicar a uma atividade puramente comercial, pode avaliar trabalhar como loja virtual, onde a Internet seja sua vitrine para vender para o mundo inteiro, pagando só uma parte mínima do que custa manter um local (aluguel, luz, água, seguro, alarme, imobiliária, etc.). Existe uma enorme quantidade de serviços pré-desenhados para instalar a sua própria loja on-line em um site de sua propriedade, e as despesas de hospedagem em um servidor e domínio próprio são muito reduzidos. Se não sabe como fazer e quer ter um resultado cem por cento profissional, também pode pedir orçamento para um informático e um designer.

3

Alugar ao invés de comprar um local e utensílios. Se precisa ter uma presença física em um local comercial ou escritório, sempre pode recorrer ao aluguel ao invés de fazer o grande investimento inicial de comprar tudo para sua propriedade. Pode alugar praticamente tudo, não só o local, mas também os móveis e os instrumentos de trabalho.

4

Convênios ou acordos com provedores. Está no início e não tem muito que oferecer, mas seus provedores também querem que você cresça profissionalmente para terem outro cliente assegurado. Por isso no começo você pode conseguir acordos ou convênios com eles, prestando serviços diretos ao invés de dinheiro em troca da sua mercadoria, ou fixando outro tempo de intercâmbio que não signifique desembolsar mais dinheiro.

5

Franquias. Se tem uma ideia de negócio e possui um capital economizado, mas não o suficiente para fazer todo o investimento necessário, sempre pode recorrer a uma franquia que dê tudo pronto em troca de um desembolso inicial. As quantidades variam muito dependendo do tipo de negócio e do tamanho da empresa, mas é tudo questão de perguntar. Você pode se orientar um pouco fazendo uma procura sobre isso no Google.

6

Faça propaganda pela Internet. Aproveite o grande poder das redes sociais para fazer propaganda e chegar a um número grande de pessoas com um investimento muito pequeno. Atualmente quase todas as redes sociais têm ferramentas para você se anunciar diretamente nelas, assim como no Google. Aproveite também para melhorar o posicionamento do seu site nas ferramentas de procura com técnicas de SEO (Search Engine Optimization) e publique atualizações e ofertas nos perfis 2.0 de sua empresa.

7

Procure financiamento externo. Se não chega com as suas economias você pode tentar a sorte com o banco, mas se o crédito não fluir como é devido, você sempre pode recorrer a familiares ou amigos, ou procurar sócios para o negócio que possam entrar com capital. Principalmente se for uma empresa relacionada com as TIC, é recomendável assistir a eventos do setor onde possa expor a ideia de negócio para possíveis investidores interessados ("business angels").

8

No início contrate pouco pessoal. A despesa em salários pode fazer que o negócio venha abaixo nos primeiros meses, antes de chegar a se consolidar. Por isso no começo, se não for estritamente necessário e puder se encarregar dessa carga de trabalho extra, economize milhares de reais. Valorize bem as necessidades da empresa e a carga de trabalho total, assim como o tipo de contrato que pode oferecer e que realmente precisa: jornada completa, contrato a tempo parcial, com pagamentos a comissão, etc.

9

Venda por consignação. Se for provedor para outras empresas tente chegar a um acordo com seus clientes para que eles vendam o produto ao cliente final, cobrando deles uma quantidade por cada venda realizada. Se o negócio der certo, pode propor trocar de modelo, vendendo grandes quantidades de uma só vez, à vista ou a crédito.

10

Lista de despesas fixas. Se mesmo assim os números não baterem, faça uma lista o mais detalhada possível de todas as despesas que você preveja ter no começo e vá organizando de mais para menos importantes. Comece a riscar os últimos da lista e pense se o negócio pode continuar funcionando sem os elementos que riscar, e continue fazendo isso até ficar só com as despesas estritamente imprescindíveis.

11

Escolha bem o tipo de negócio. Existem muitas profissões no setor dos serviços que você pode exercer sem investir mal em materiais: assistência a domicílio, comunicação, artesanato, animação cultural, classes particulares, venda de artigos de segunda mão... Pense bem, com certeza tem alguma coisa onde você se dá bem e que, além disso, pode dar a você um rendimento econômico.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como começar um negócio com pouco capital, recomendamos que entre na nossa categoria de Economia e Negócios.

Escrever comentário sobre Como começar um negócio com pouco capital

O que lhe pareceu o artigo?

Como começar um negócio com pouco capital
Imagem: mdigroup.com
Como começar um negócio com pouco capital

Voltar ao topo da página