Como resolver conflitos no trabalho

O local de trabalho é onde passamos uma grande parte do nosso dia. Por isso, quando existe um conflito laboral importante, este consegue afetar-nos de tal modo que é muito difícil separá-lo da nossa vida pessoal. Tentar resolver um problema deste tipo requer estratégia e diversas ferramentas, com o objetivo de recuperar novamente a paz. Por isso, em umComo.com.br oferecemos-lhe alguns conselhos importantes para que saiba como resolver conflitos no trabalho de forma eficiente.

Também lhe pode interessar: Como denunciar o assédio no trabalho
Whatsapp 1 Twitter 0 Google +
Instruções
  1. Os conflitos no trabalho podem surgir por diversas causas: maus entendidos, atrito entre colaboradores, situações pessoais, falta de cumprimento nos processos, falta de compreensão, entre outros. Não importa a origem, é necessário evitar, como mediador, colocar-se do lado de algum dos envolvidos, pois isto só aumentará o problema.

    A imparcialidade é fundamental quando se trata de resolver conflitos no trabalho entre dois trabalhadores.

  2. Resolver o conflito entre duas ou mais pessoas deve incluir uma solução eficaz que impeça que este problema se repita ou se generalize a outros empregados. Não se trata apenas de resolver o problema, mas também de conter a situação de forma eficiente para que afete a menor quantidade de pessoas possíveis.

  3. Antes de resolver um conflito no trabalho, é importante analisar detalhadamente a situação e esclarecer o que fazer, que meios utilizar e criar um plano e um esquema. Deste modo, parte do caminho já estará percorrido pelo mediador. Além disso, é muito importante informa-se com detalhe sobre tudo o que aconteceu identificando os envolvido, os seus perfis, a situação que deu origem ao conflito e as consequências reais ou potenciais do problema.

  4. Para resolver o problema, deve atuar diretamente, se existe um conflito entre dois ou mais empregados, deve convocar uma reunião com as partes envolvidas para iniciar a negociação. Normalmente, as medidas indiretas não ajudam a acalmar o mal-estar.

    Neste caso é muito importante que:

    • Evite chamar à atenção das pessoas envolvidas na situação em público, isto deve fazer-se sempre com a porta fechada em uma reunião privada.
    • Recomenda-se reunir primeiro de forma individual com os envolvidos para ouvir o que cada um tem para dizer, e depois convocar uma reunião de grupo onde se deem a conhecer as soluções que se tenham decidido e que devem ser de acordo com a situação.
    • É fundamental fazer ver as pessoas que participaram no conflito no trabalho o modo no qual a situação está afetando de forma real ou potencial o desempenho individual de cada um, a sua relação com outros companheiros e inclusive os resultados da empresa.
  5. O objetivo é chegar a uma solução, mas é importante que os colaboradores entendam que, para tal, devem colaborar. Todos têm que ceder, mudar, modificar atitudes ou, se tal não acontecer, será difícil resolver o problema. Não se trata de ter ou não razão, mas sim de chegar ao que é melhor para todos.

  6. O mediador deverá ser firme, mas também objetivo na busca de uma solução. Se o problema é demasiado complexo e requer uma maior análise, não tenha medo de lhe dedicar algum do seu tempo para encontrar a forma de o resolver. Fazer uma reunião para tratar um conflito não implica que seja imediatamente resolvido. É melhor pensar antes de atuar.

  7. Apele ao profissionalismo. Não se trata de um jogo de meninos para ver quem é bom e quem é mau. Trata-se de chegar a um clima de harmonia. Por isso, é importante lembrar que não está numa sala de aula, mas sim num ambiente laboral sério.

    Para resolver um conflito no trabalho é importante conhecer as pessoas envolvidas e poder determinar se se trata de uma situação isolada ou se alguém que com frequência origina problemas aos seus colegas ou supervisores. Os colegas de trabalho conflituosos requerem um tratamento especial, será necessário neste caso um maior cuidado e tomar decisões eficientes para acabar com esta atitude.

  8. Por vezes, não existe simplesmente um mediador para resolver conflitos no trabalho, por isso devemos agir por conta própria para resolver os problemas com algum companheiro ou empregado, neste caso recomenda-se:

    • Deixar que os ânimos se acalmem para poder discutir de forma tranquila e com calma. É importante usar a inteligência emocional e evitar que sentimentos como a raiva se apoderem da situação.
    • Converse de forma profissional com a pessoa com a qual tem o conflito. Não se esqueça que ambos estão no local de trabalho por isso é importante evitar ofensas, insultos e maus tratos. Nunca ataque a outra pessoa de forma pessoal ou acabará por piorar a situação.
    • Deve estar disposto a ouvir, a compreender e também a ceder. Não se trata de quem tem a razão mas sim de encontrar soluções para diminuir as tensões e melhorar as relações no trabalho.
    • Aceite o que outro tem para dizer, aceitem as diferenças entre ambos e cheguem a uma conclusão que lhes permita resolver a situação atual. Uma vez que tenham falado e encontrado a solução, coloque em prática e trabalhe para deixar para trás o rancor e o incômodo.
  9. Se deseja ler mais artigos parecidos a como resolver conflitos no trabalho, recomendamos que entre na nossa categoria de Recursos Humanos.

Comente, dê a sua opinião, pergunte sobre como resolver conflitos no trabalho:


2 comentários


27-10-2015 laura pina disse:
foi util
09-05-2013 LUIS HOSSI DIAS disse:
ESTOU A FAZER UM TRABALHO DE FIM DE CURSO SOBRE CONFLITOS LABORAIS PODEM ME AJUDAR POR FAVOR